Pesquisar

Epopeia do nosso (des)encantamento: cartografia de um Portugal contemporâneo

Nesta ficha, a autora parte da obra Uma Viagem à Índia: melancolia contemporânea (um itinerário), de Gonçalo M. Tavares, para problematizar a condição humana no tempo presente, considerando para o efeito alguns eixos que o texto literário parece apontar como elementos chave para uma equação de futuro: as dimensões do indivíduo e do coletivo; a redefinição de espaço e tempo, numa Europa global; a religião como mediadora do sujeito com o universo nas suas múltiplas relações e o desrespeito pela natureza fustigada pela voracidade da imposição da técnica como superação do humano, e, enfim, o Oriente, designadamente a Índia, como lugar de um imaginário, que confronta o sujeito sonhador consigo próprio, exigindo-lhe a responsabilidade da sua história.

Sónia Passos >

Mais…

Um duplo espelho: Portugal e cinema de animação

Neste texto, a autora propõe uma viagem em forma de roteiro pelo cinema de animação português do último quarto de século. Através de um conjunto de obras e de autores, nas suas condições sócio-históricas de emergência e desenvolvimento no Portugal contemporâneo, o cinema de animação tem apresentado um desenvolvimento consistente, enquanto expressão artística e social de fronteira entre o país, a Europa e o mundo.

Helena Santos >

Mais…

Três formas de olhar a identidade nacional

No presente texto, o autor reflete sobre as formas de abordar a identidade nacional portuguesa, procurando revelar os discursos e investigações existentes.

Augusto Santos Silva >

Mais…

Contando o Estado-Nação: narrativas pós-coloniais

Esta ficha parte da História de Portugal colonial do século XX pela voz literária de duas escritoras, para problematizar certezas e promover novos problemas, capazes de permitir compreender as reconfigurações identitárias nas suas diferentes escalas.

Sónia Passos >

Mais…

A música contestatária: da construção autoral às práticas de receção

Esta ficha apresenta uma reflexão em torno da produção e receção da música contestatária. Embora esteja sujeita às leis do mercado, às suas condições de reprodução e difusão, a produção musical contestatária pode ter um efeito referencial, de persuasão ao constituir-se como prolongamento de temáticas tratadas por movimentos sociais. A música contestatária contém em si o potencial de incrementar o crescimento da consciência cívica e social dos públicos, de informar, de esclarecer, de proporcionar a reflexão e o debate, de testemunhar dada ocorrência histórica, ou de pretender reformar e/ou abolir todo o tipo de sistemas normativos assentes em determinados moldes ideológicos. É, assim, narrativa de identidade portuguesa.

Rui Pedro Fonseca >

Mais…

Representações do terrorismo no hip hop Português: Valete sobre a “América Imperialista”

Abordando a temática do terrorismo, neste artigo, o autor procura discutir dois objetivos principais: em primeiro lugar, analisar qualitativamente um caso de terrorismo em duas músicas de Valete por oposição às representações oficiais da imprensa nacional; e, em segundo lugar, averiguar a veracidade e acuidade das representações de Valete no que concerne ao envolvimento dos Estados Unidos em terrorismo em alguns dos países designados pelo cantor.

Rui Pedro Fonseca >

Mais…

Um espelho é mais do que um espelho: as novas formas e linguagens da canção que protesta na contemporaneidade portuguesa

Nesta ficha de formação, a autora apresenta uma abordagem das (novas) canções de protesto de duas das mais emblemáticas bandas de pop rock português desde os anos de 1980 até à atualidade: Mão Morta e Xutos & Pontapés, tentando demonstrar de que forma as manifestações artísticas constituem elas próprias elementos integrantes de uma identidade coletiva resultante e resultado de um processo significativo de autorreflexividade.

Paula Guerra >

Mais…

Lembranças do último verão. Festivais de música, ritualizações e identidades na contemporaneidade portuguesa

Nesta ficha de formação, a autora faz uma breve apresentação e análise dos festivais de música em Portugal: como surgiram em Portugal, qual a sua importância e impacto nos mais diversos níveis – sociais, económicos, culturais, identitários… A ficha é acompanhada por um vídeo que sintetiza o ambiente vivido nalguns dos festivais mais frequentados em Portugal e que pode ser encontrado aqui.

Paula Guerra >

Mais…

A questão da identidade nacional: história e representação

O presente texto discute, de forma breve, o conceito de identidade, situando por relação a ele a questão da identidade nacional.

Augusto Santos Silva >

Mais…

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑