Pesquisar

Epopeia do nosso (des)encantamento: cartografia de um Portugal contemporâneo

Nesta ficha, a autora parte da obra Uma Viagem à Índia: melancolia contemporânea (um itinerário), de Gonçalo M. Tavares, para problematizar a condição humana no tempo presente, considerando para o efeito alguns eixos que o texto literário parece apontar como elementos chave para uma equação de futuro: as dimensões do indivíduo e do coletivo; a redefinição de espaço e tempo, numa Europa global; a religião como mediadora do sujeito com o universo nas suas múltiplas relações e o desrespeito pela natureza fustigada pela voracidade da imposição da técnica como superação do humano, e, enfim, o Oriente, designadamente a Índia, como lugar de um imaginário, que confronta o sujeito sonhador consigo próprio, exigindo-lhe a responsabilidade da sua história.

Sónia Passos >

Mais…

Anúncios

Um duplo espelho: Portugal e cinema de animação

Neste texto, a autora propõe uma viagem em forma de roteiro pelo cinema de animação português do último quarto de século. Através de um conjunto de obras e de autores, nas suas condições sócio-históricas de emergência e desenvolvimento no Portugal contemporâneo, o cinema de animação tem apresentado um desenvolvimento consistente, enquanto expressão artística e social de fronteira entre o país, a Europa e o mundo.

Helena Santos >

Mais…

Três formas de olhar a identidade nacional

No presente texto, o autor reflete sobre as formas de abordar a identidade nacional portuguesa, procurando revelar os discursos e investigações existentes.

Augusto Santos Silva >

Mais…

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑